Pegadas de Jesus

Pegadas de Jesus

segunda-feira, 9 de julho de 2012

A CANCELA



Está vendo aquela *cancela?

Tão fácil de atravessar...

Ela divide dois lados

O de lá, e o de cá.

Por que estou no de cá?

Vou responder com franqueza

Se lá existe poder

Notoriedade e riqueza...

Estou do lado de cá

Por causa dos meus conceitos

Por primar a honestidade

E apreciar o direito

Porque com toda certeza

A retidão de caráter

É dignidade e nobreza

Então, do lado de lá

Eu não seria acolhida

Nem veria respeitados

Os meus princípios de vida.

Por Socorro Melo


* espécie de porteira rural.

16 comentários:

✿ chica disse...

Lindo,Socorro e foste brilhante,como sempre!!beijos,tudo de bom,chica

Claudia disse...

Oi Socorro! é sempre muito bom passar por aqui e ler os belíssimos textos...quanto às cancelas, tantas em nossas vidas, lentamente começo a acreditar que é preciso passar por elas, com cuidado e paciência, para poder quem saber deixar um pouco do "bom" no lado de lá! adorei...beijos e boa semana!

Imac by Artes disse...

Amei esse texto!
Acredite, muitas vezes isso é uma
grande verdade. É uma forma de fazer com que nossos princípios sejam respeitados.
Abraços! Uma semana abençoada e
feliz pra ti.

Élys disse...

Socorro.
Também estou do lado de cá. Concordo plenamente com a sua bonita poesia.
Um abraço.
Tenha uma boa semana.
Élys.

Silenciosamente ouvindo... disse...

Eu admiro muito pessoas como você
que conseguem transmitir por palavras
vários sentimentos utilizando a
fórmula de poesia.É um dom com
que nascem certamente.
Desejo que esteja bem.
Bj.
Irene

Sissym disse...

Socorro, isso mesmo, de cá! So que tem pessoas que não se importam qual é o lado mais digno, porque são gananciosas demais.


Beijos

Anne Lieri disse...

Socorro,tb fico do mesmo lado contigo!Uma beleza de poesia!bjs e boa semana!

Néia Lambert disse...

Que beleza Socorro! Eu também prefiro o lado de cá.

Beijos

Evanir disse...

Amiga como você eu nunca vou esquecer porque esse tipo de amiga
o lugar dela é no coração e tudo que está no coração para mim é eterno, inesquecível!

Cada novo amigo que ganhamos no decorrer da vida aperfeiçoa-nos e enriquece-nos,
não tanto pelo que nos dá, mas pelo que nos revela de nós mesmos.
Miguel Unamuno;
Tive que ficar ausente por 3 Dias recuperando
das fortes dores que ando sentindo.
Agora aos poucos tentarei visitar todas minhas lindas amizades.
Ficarei feliz e tremendamente agradecida se puder adquirir um livro meu
talves nunca saberá o quanto você estará me ajudando.
Mais certamente verá o quanto ,Deus vai te abençoar.
Em breve vou postar a data da Bienal no meu blog será uma alegria imensa receber você
em SP.
Creia a vida é breve demais para deixarmos para amanhã aquilo ,
que imaginamos não poder fazer hoje.
Obrigada de todo coração por
me amar da forma que sou,
Beijos no coração e na sua alma,Evanir.

ELAINE disse...

Lindo Socorro! Há que se pensar sobre essa cancela... Boa reflexão! Obrigada pelo carinho! Uma quarta-feira iluminada!
Abraço fraterno e carinhoso!
Elaine Averbuch Neves
http://elaine-dedentroprafora.blogspot.com.br/

Socorro Melo disse...

Olá, meus amigos e amigas! Paz e Bem!

Que Deus nos livre desse poder,notoriedade e riqueza, frutos da corrupção, e do ilícito.
Que façamos valer os nossos princípios mais nobres.

Grande abraço
Socorro Melo

Lúcia Bezerra de Paiva disse...

Esse, para mim, é um genuino "poema de cordel". Você, além do caráter bem firmado, tem a alma sertaneja: digna, nobre, de puros princípios.
Muito oportuno, nesses tempos de deslavada corrupção, de impunidades.

Um fraterno abraço, Socorro,
da Lúcia

Lúcia Soares disse...

Fico do lado de cá, com você e tanta gente mais. Infelizmente uma minoria acaba com o nosso país, precisamos ficar atentos para não deixar que, cada vez mais, levem alguns de cá para fazer companhia a eles, lá...
Beijo!

Toninhobira disse...

Eu tambem quero ficar do lado de cá minha amiga, com todas as forças de meu coração,para uma vida mais digna de ser vivida.Deixe que eles fiquem lá,no reino que tem fim.
Linda inspiração nas cancelas que na minha infancia muitas vezes corria para abrir.
Um carinhoso abraço.

pensandoemfamilia disse...

Nem sempre há esta possibilidade de escolha, mas mesmo atravessando as cancelas podemos manter nossos valores. Passei por uma experiência, na juventude, que me deu a oportunidade de escolha pessoal apesar de estar em um grupo em que a diversidade predominava.
bjs Bom domingo

Elisa T. Campos disse...

Socorro

Magistral poesia.
Ainda bem que estamos do lado de cá.
Ao longo dos tempos infelizmente essas cancelas estão ficando cada vez mais abertas para o lado de lá.
Como poderemos fechá-las?

Uma linda tarde para você

Beijos