Pegadas de Jesus

Pegadas de Jesus

domingo, 5 de dezembro de 2010

BOLINHAS DE SABÃO


                                                      

Olá, gente! Voltei!

Depois de uma semana cansativa, mas, gratificante, pela sensação do dever cumprido.
Mui grata a todos que por aqui passaram.  Aos poucos,  vou visitar a cada um.

Dedico “Bolinhas de Sabão”  a todos vocês.

Um corre-corre e alegria
Crianças que vêm e vão
Seguindo animadamente
As bolinhas de sabão.

São tantas e multicores
Que festa! Que emoção!
Tão frágeis e tão brilhantes
As bolinhas de sabão.

Sorrisos tão encantados
Se pula, se estende a mão
Para tocar com cuidados
As bolinhas de sabão.

Um  deslumbre pros olhinhos
Que  miram com atenção
Leves e soltas ao vento
As bolinhas de sabão.

Saudades da minha infância
Das brincadeiras de então
Do fascínio que causavam
As bolinhas de sabão.
Socorro Melo



12 comentários:

Nilce disse...

Que bom que voltou Socorro e está tudo bem.
Lindo poema, saudades da infância e de soprar bolinhas de sabão com canudo de abóbora. hehe

Bjs no coração!

Nilce

Suziley disse...

Doces lembranças de nossa infância, as bolinhas de sabão. Linda poesia, Socorro, parabéns!! Um grande beijo, boa noite :)

Bombom disse...

Lindas as tuas Bolinhas de Sabão! Era uma alegria, quando éramos pequenitos e a Mãe desfazia um bocado de sabão numa malga com água. Tínhamos um grande quintal e era ver a miudagem com as caninhas a fazer bolas de sabão cada vez maiores! Eram tempos felizes em que as crianças se contentavam com pouco!
Ainda bem que voltaste! Bjs. Bombom

Chica disse...

Linda poesia dessas bolhinhas e que bom te ver!beijos,chica

orvalho do ceu disse...

OLá, querida Socorro
Quem não brincou de bolinha de sabão???
E que divertido era!!!
Abraços fraternos e bjs de paz.

Malu disse...

As bolinhas de sabão são sempre mágicas, ainda mais quando se tem por trás delas uma criança a tocá-las para ver o que há dentro do seu colorido transparente.
Um abraço

Pati Araújo disse...

Oi Socorro, bom dia!

Bem vinda de volta! Espero que a viagem tenha sido proveitosa.
Que linda poesia, o encanto das bolinhas de sabão é eterno. Tanta perfeição e fragilidade... Lindo demais!

Ótima semana pra vc!
Beijos,
Pati :)

manuel marques disse...

Grato pela partilha.

Beijo.

pensandoemfamilia disse...

Seja bem vinda com as bolinhas de sabão, quem não as lemra com os canudinhos de ábobora????
bjs.

Sara disse...

Oi Socorro;
Que graça de poema!
Eu brinco até hoje...só que com os meus pequenos...
Bjs.

welze disse...

quem não brincou com bolinhas de sabão, não é mesmo? Eu ficava até com a boca assada por conta do canudo de mamona que enfiava na boca para assoprar as bolinhas de sabão. Que colorido mais lindo que elas tinham. Inesquecível. boa semana

Socorro Melo disse...

Oiê,

Creio que todas as crianças brincaram com as bolinhas de sabão, não é?
Qualquer canudinho servia, e era uma alegria geral.
Ainda hoje as bolinhas me fascinam, acreditam?
Esse poeminha eu fiz,depois de observar algumas crianças felizes e sorridentes, entusiasmadas com as bolinhas de sabão, há poucos dias atrás.

Valeu, gente! Beijos
Socorro Melo