Pegadas de Jesus

Pegadas de Jesus

domingo, 28 de novembro de 2010

PAISAGEM DE INTERIOR

Imagem do Google

Matuto no mêi da pista
menino chorando nu
rolo de fumo e beiju
colchão de palha listrado
um par de bêbo agarrado
preto véio rezador
jumento jipe e trator
lençol voando estendido
isso é cagado e cuspido
paisagem de interior.


Três moleque fedorento
morcegando um caminhão
chapéu de couro e gibão
bodega com surtimento
poeira no pé de vento
tabulêro de cocada
banguela dando risada
das prosa do cantador
buchuda sentindo dor
com o filho quase parido
isso é cagado e cuspido
paisagem de interior.


Bêbo lascando a canela
escorregando na fruta
num batente, uma matuta
areando uma panela
cachorro numa cadela
se livrando das pedrada
ciscador corda e enxada
na mão do agricultor
no jardim, um beija-flor
num pé de planta florido
isso é cagado e cuspido
paisagem de interior.


Mastruz e erva-cidreira
debaixo dum jatobá
menino querendo olhar
as calça da lavadeira
um chiado de porteira
um fole de oito baixo
pitomba boa no cacho
um canário cantador
caminhão de eleitor
com os voto tudo vendido
isso é cagado e cuspido
paisagem de interior.


Um motorista cangueiro
um jipe chêi de batata
um balai de alpercata
porca gorda no chiqueiro
um camelô trambiqueiro
avelós e lagartixa
bode véio de barbicha
bisaco de caçador
um vaqueiro aboiador
bodegueiro adormecido
isso é cagado e cuspido
paisagem de interior.


Meninas na cirandinha
um pula corda e um toca
varredeira na fofoca
uma saca de farinha
cacarejo de galinha
novena no mês de maio
vira-lata e papagaio
carroça de amolador
fachada de toda cor
um bruguelim desnutrido
isso é cagado e cuspido
paisagem de interior.


Uma jumenta viçando
jumento correndo atrás
um candeeiro de gás
véi na cadeira bufando
radio de pilha tocando
um choriço, um manguzá
um galho de trapiá
carregado de fulô
fogareiro abanador
um matador destemido
isso é cagado e cuspido
paisagem de interior.


Um soldador de panela
debaixo da gameleira
sovaqueira, balinheira
uma maleta amarela
rapariga na janela
casa de taipa e latada
nuvilha dando mijada
na calçada do doutor
toalha no aquarador
um terreiro bem varrido
isso é cagado e cuspido
paisagem de interior.


Um forró de pé de serra
fogueira milho e balão
um tum-tum-tum de pilão
um cabritinho que berra
uma manteiga da terra
zoada no mêi da feira
facada na gafieira
matuto respeitador
padre, prefeito e doutor
os home mais entendido
isso é cagado e cuspido
paisagem de interior.


Jessier Quirino 



Caro leitor,

Informo, que em virtude de compromissos profissionais, no período de 29/11 a 03/12, estarei ausente. Agradeço a sua visita, e tão logo retorne, terei enorme prazer em visitá-lo também. Volte sempre, sua presença é muito bem vinda.

Um grande abraço!
Paz e Luz!

Socorro Melo 

12 comentários:

manuel marques disse...

Até sempre amiga.

Beijo.

orvalho do ceu disse...

OI,querida Socorro
"...paisagem de interior... foi o que vi no final de semana...
Chego ainda em tempo de desejar-lhe ótima noite de Domingo.
Bjs de paz

pensandoemfamilia disse...

Até a volta. bjs,

Misturação - Ana Karla disse...

Bom dia Socorro!
É muito bom amanhecer lendo Jessier Quirino.
Boa semana.
Xeros

Leci Irene disse...

Que coisa mais linda! esta paisagem do interior me lembra a minha meninice, qdo a gente morava em uma cidade pequena à beira da estrada...

Blog da Anabela Jardim disse...

Estarei esperando pela sua visita!

diariodumapsi disse...

Socorro,
Boa viagem pra você!
Gd beijo

Nilce disse...

Adoro tudo isso Socorro.
Coisa do interior, esse palavrê. Que delícia de versos você nos trouxe.
Até a volta.

Bjs no coração!

Nilce

welze disse...

estarei lhe esperando para um dedo de prosa.

♕Miss Cíntia Arruda Leite ღ disse...

Amo cidades do interior, tem paz, calma e muita coisa boa!!

Beijos

sonho disse...

Que essa ausencia seja gratificante...:)
Beijo d'anjo

Socorro Melo disse...

Oi, amigos e amigas!

Eu sou fã do Jessier, acho que ele divulga muito bem a cultura do homem do campo, do Nordeste.

Grande abraço

Valeu!
Socorro Melo