Pegadas de Jesus

Pegadas de Jesus

segunda-feira, 20 de junho de 2011

O MEU OLHAR

Imagem do Google

Que se passa, ó Deus, com o meu olhar?
Que há muito, já não vê as mesmas cores...
Que se esquiva, ante tantos dissabores...
E se recusa à maldade observar.


Meu olhar, que já muito se encantou...
Com o sublime esplendor da natureza
E hoje, se entristece, com certeza;
Com o rumo que a devastação tomou


Quão indigno é ver rios poluídos
E crianças sendo tão desrespeitadas
O terror se espalhando pelo mundo...


E o planeta, que foi sempre tão fecundo...
Perecendo por causa das queimadas;
Agonizando, ante o meu olhar sofrido.


Socorro Melo

9 comentários:

✿ chica disse...

Linda poesia! Triste ver o planeta assim...beijos,linda semana,chica

Marli Borges disse...

Acho que isso acontece com a gente, quando a ficha cai, nestas questões ecológicas. Ás vezes a gente se desilude mesmo...
Bjssssssssss

Élys disse...

Um bonito poema que fala de um tema que gosto de abordar: a natureza, o planeta...
Um abraço.

Misturação - Ana Karla disse...

Socorro os nossos olhos são os que vêem a verdade.
Como andam as festividades em Caruaru?
Devo passar por aí um dia, lá pelo Auto do Moura.
Boa semana
Xeros

♫*Isa Mar disse...

Oi Socorro, que linda poesia!
É triste mesmo,mas como dizem, tudo caminha para o melhorn mesmo que ainda não possamos ver os resultados.
Quando o homem tomar consciência do mal que faz á natureza com certeza as coisas irão mudar e fico feliz em ver tantos jovens já lutando por essa causa, com certeza no futuro tudo será melhor né amiga? vamos ficar torcendo por isso.
Beijos pra ti com carinho!

pensandoemfamilia disse...

Oi querida
Triste seu poema, penso que fiz o antidoto. Não com sua maestria, pois não sou poeta, mas com a alma e suas possibilidades.
bjs com carinho.

Glorinha L de Lion disse...

As coisas andam bem melancólicas, não é amiga? A gente se sente meio impotente diante de tantas barbaridades, mas temos que continuar acreditando que tudo vai ter jeito...beijos,

LEIDSON SANTANA disse...

Olá Socorro,
Quão grande será o preço que o homem insensato pagará pelo seu descaso com a natureza, e que natureza ele deixará pro seus filhos e netos? "Então de que se queixam os homens? Se não dos próprios pecados".
Grande abraço.
Leison

Socorro Melo disse...

Oi, gente!

Que tristeza nos causa a destruição do planeta, né? Que bom seria se houvesse conscientização e comprometimento de todos nesta luta. Mas, vamos cada um de nós, fazendo o que pudermos, poism com certeza, não será em vão.

Agradeço a cada um pela visita.

Ao meu amigo Leidson, que já é meu seguidor antigo, mas que só agora conseguiu comentar, dou-lhe as boas vindas! Volte sempre! É um prazer tê-lo por aqui.

Um grande abraço a todos
Socorro Melo