Pegadas de Jesus

Pegadas de Jesus

terça-feira, 23 de outubro de 2012

EU E MEU ANJO DA GUARDA

Da minha casa para o meu trabalho, não é muito longe. Vou e volto caminhando, todos os dias. Seriam agradáveis momentos, não fosse o trânsito. De qualquer maneira, ainda é melhor do que encarar ônibus lotados, que se arrastam qual tartarugas, por causa do famigerado trânsito.

A coisa é tão séria, que não me arrisco a ir sozinha, e todos os dias, convoco o meu anjo da guarda para acompanhar-me. Comecei a ter um relacionamento mais estreito com ele, há pouco tempo, pois, ingrata que sou, pouco me lembrava dele. Mas, descobri que chamando ou não chamando, ele sempre esteve junto a mim, e isso me alegrou, foi quando passei a reverenciá-lo, e conseqüentemente passei a lhe dar mais crédito, e mais trabalho.

E todos os dias, lá vamos nós, driblando um sem número de carros e motos, que considero verdadeiros monstros vorazes, pois, qualquer distração, pode nos levar a figurar nas estatísticas de vítimas do trânsito, que crescem assustadoramente. A situação é tão séria, que até meu anjo, tem receios de se aventurar.

Penso que antes, quando não éramos tão íntimos, ele se divertia comigo. Como tem asas, eu creio, pois não imagino o meu protetor sem asas – que anjo seria esse – pois para mim as asas significam liberdade e infinitude, e já que eu só posso voar com as asas do pensamento, pelo menos ele pode se dar a esse luxo - devia sobrevoar as vias mais perigosas e me esperar lá do outro lado, sorrindo dos finos que os carros tiravam em mim. No entanto, devia se divertir ainda mais, com a minha cara de contrariedade, por causa das motocicletas, que eu não tolero.

Agora, a coisa mudou de figura. A missão dele, como meu anjo particular, e meu amigo, é me levar pela mão mesmo, como se eu tivesse quatro anos. Diante do vai e vem dos veículos, das fileiras intermináveis, das barbaridades, da falta de sinalização, da falta de respeito por parte dos condutores imprudentes, da falta de espaço destinado aos pedestres, que disputam com os automóveis as mesmas faixas, eu me abandono em suas mãos e me deixo levar.

Não corro mais, não me desespero, não me estresso. Só atravesso na hora que ele me autoriza, e não me importa quanto tempo vou ficar esperando, parada, à margem das vias, ou da BR(104). Aguardo sempre o seu sinal, para fazer a travessia. A desordem é tanta, que creio eu, até para um anjo, é impraticável.

Pois bem, assim vamos nós, todos os dias, eu e meu anjo. Quando alcançamos os trechos menos movimentados, vamos conversando... Aliás, só eu converso, pois vou demandando uma coisa atrás da outra, sem dar-lhe tempo de, sequer, abrir a boca. Porém, quando me aquieto, posso ouvir a sua voz, mansa e serena, indicando como uma seta, ou uma estrela guia, a direção mais segura, para onde devo rumar.

É bom sabê-lo ao meu lado, senti-lo... Quer dizer, nunca sei onde realmente ele se posiciona, se à minha frente, atrás de mim, ou do meu lado. Todavia, sei que ele está lá, pois, vez em quando, me é permitido sentir o toque suave das suas vestes, numa brisa que passa, bem de mansinho.

No fim do dia, depois de nos expor a tanta poluição, sinto-me cansada, empoeirada, e sei que se me fosse permitido vê-lo, veria em suas vestes, certamente, as marcas de fuligem, conseqüência do monóxido de carbono, a que se expõe todo o dia, só para me proteger.

Nos finais de semana, dou-lhe descanso, quase sempre. E fico a imaginar ele repousando, e suas asas encostadas em algum recanto, as vestes limpas e alvejadas, sem o enfadonho compromisso de encarar as máquinas bestiais e seus condutores insanos.

E não tenho dúvidas, que no fim da sua missão, por cuidar tão bem de mim, e olha que isso não é tarefa tão fácil, ele será promovido a uma hierarquia superior, e habitará um mundo melhor, livrando-se finalmente desse trânsito infernal.

Por Socorro Melo

12 comentários:

Élys disse...

Adorei esta sua narrativa, sobre sua relação atual com o seu anjo de guarda.

É bom este relacionamento, sentimos mais segurança, tudo fica mais alegre e em paz. Não é?...

Um grande abraço.
Élys.

✿ chica disse...

É uma tarefa árdua essa,. mas ele te acompanha e essa companhia é linda e só faz bem! beijos,aos dois,chica

Lúcia Bezerra de Paiva disse...

Depois de reverenciar o querido "anjo da guarda" de minhas duas gatinhas,São Francisco e ler o excelente texto sobre a ACEITAÇÃO, chego, coincidentemente,à bela crônica cujo teor principal é, na verdade, o "trânsito", com a grande proteção do anjo da guarda de gente.

Fui ao DETRAN hoje, enfrentando um grande trânsito e, certamente, tive a proteção do meu anjo da guarda: cheguei de volta à casa sã e salva.
Minha ida ao DETRAN foi porque recebi duas multas de um carro que vendi a 3 aos e o comprador ainda não o licenciou: anda no trânsito sem licença, pois não transferiu o carro para o seu nome.Exigi um documento que o carro foi bloqueado e que segui os trâmites legais.
Agora, estou mais tranquila.

Este seu texto, Socorro, foi bem oportuno, eu havia esquecido o meu anjo da guarda. Ele existe! Obrigada!
Um xêro!

Lúcia Soares disse...

Socorro, seu texto é lindo. Nossos anjos da guarda andam mesmo numa correria, atenção redobrada, sempre a postos, para nossa alegria.
Respeito muito o meu, e neçe acredito piamente.
Viver em cidade grande é isso, um stress constante, medos, pressa, agitação. Ai de nós sem nossos amiguinhos.
Beijo!

Néia Lambert disse...

Socorro, seu texto tão lindamente escrito me fez pensar que o anjo da guarda de quem mora em cidade grande anda esgotado de tanto trabalhar, que tarefa difícil! Por aqui, cidadezinha do interior, anjo da guarda é menos sofredor, rsrs, mas tem lá as suas tarefas também, ainda bem!

Beijos

Anne Lieri disse...

Socorro,que graça essa sua amizade com seu anjo da guarda!Ele deve ficar mesmo cansado do transito,tadinho!...rss...obrigada pelo seu comentario em meu aniversario!Fiquei contente!bjs e minha amizade!

Toninhobira disse...

Tempos modernos e vida agitada.
Linda sua relação com este anjo e que ele esteja sempre a lhe cobrir com suas asas em suas travessias.
Meu carinhoso abraço amiga.

Mônica - Sacerdotisa da Deusa disse...

Socorro minha linda!
Vc sempre escrevendo essas belezuras né, amoooo!
Vc sabe que nos últimos meses tbm estou in love com meu Anjo da Guarda? Menina, ando tão conectada com a energia dos Anjos e, me sinto tão feliz e grata por isto.
Que energia maravilhosa eles emanam, e como ficam felizes qdo passamos realmente a interagir com eles.
Descobri que os Anjos respeitam nosso livre arbítrio, e ama nos atender quando pedimos alguma coisa que está ao alcance deles, pois eles não podem fazer nada para nos ajudar se não pedirmos, claro, somente em uma situação perigosa, daí sim ele sai correndo na frente, nos pega no colo e nos salva rs.
Que vc continue sempre assim, inspirada pelos Anjos e trazendo palavras tão lindas para que a gente possa ler e sentir essa paz gostosa que emana das suas letras, da sua alma.
Beijinhos flor.

Flores e Luz.

Claudia disse...

Anjo da guarda, como é bom tê-los por perto...basta nos aquietarmos para ouvir o que eles tem a nos dizer...amei a postagem...beijos e até mais!

Orvalho do Céu disse...

Olá, querida Socorro
Sabe de uma coisa, o meu anjo da guarda também me livra de muitas... quando caio mas não caio... agradeço!!!
São tantas e tantos livramentos que pouco lhe agradeço pelo bem que me protege...
Bjs de paz

ELAINE disse...

Socorro querida! Adorei teu texto! Simplesmente lindo! Muito obrigada pelo carinho! Um abençoado e feliz final de semana!
Abraço fraterno e carinhoso!
Elaine Averbuch Neves
http://elaine-dedentroprafora.blogspot.com.br/

Socorro Melo disse...

Oiê!

Obrigada por virem aqui!
Que Deus conceda-lhes um anjinho da guarda bem atuante, como o meu.

Beijos
Socorro Melo