Pegadas de Jesus

Pegadas de Jesus

quinta-feira, 29 de setembro de 2011

MONÓLOGO

             Imagem do Google

              Oi, gente!

              Tô viva! Ai, mas estou atolada de serviço, até a raiz dos cabelos... Espero que na próxima semana  tudo volte ao normal, e possa retomar as visitas... Me aguardem... Que saudade!
             Como diz a amiga Leci Irene, é semana de fechamento da CÃOTABILIDADE, com algumas inovações, mudanças, e  pequenos transtornos... pra variar.
             Deixo-vos um singelo poeminha:             


MONÓLOGO
Quero ser eu mesma, só por um instante!
Retirar a máscara que me cobre a cara
Jogar fora as vestes, e bem confiante
Me lançar do palco, que a vida me ampara.

Cansei da platéia, da luz, do cenário...
Não quero os aplausos, nem mesmo os papéis...
Papel principal, e mesmo ordinário
Nem script, nem flores, nem mesmo os lauréis.

Só por um instante, não quero ser nada:
Nem mesmo a esposa, ou a mãe dedicada...
Só quero ser eu... Esquecer da atriz...

Só por um instante, de cara lavada...
Viver um monólogo... Compenetrada
E me resgatar... E me congraçar... Para ser feliz.

Por Socorro Melo

8 comentários:

Misturação - Ana Karla disse...

E sermos nós mesmas.
Muito legal Socorro.
Fim de mês parece que o tempo voa para todos, né?
Xeros

Jaque ઇ‍ઉ disse...

Oi querida! Imagino como deve ser o fechamento do mês aí rs
Faça tudo com calma e volta quando puder.

E ter um momento só nosso é sempre bom. Temos que nos conhecer e pelo menos por um momento pensar somente em nós :)

Beijo!

Élys disse...

Aplausos, para um belo monólogo.
Um abraço.

Flor de Lótus disse...

Oi,Socorro!Menina já trabalhei com contabilidade e final de mês é complicado mesmo.
Aff.
Ai Socorro que poema lindo, queria tanto escrever algo assi, ser a gente mesmo as vezes parece quase uma missão impossível.
Beijossss

pensandoemfamilia disse...

Que lindo monólogo
Ser, como é dificil neste nosso mundinho de tantas funções...
bjs

Néia Lambert disse...

Fim de mês é sempre corrido mesmo, espero que volte logo às visitas. Gostei muito do monólogo.

Beijos

José Sousa disse...

Olá linda e grande amiga Socorro!

Adorei mais este seu lindo poema!
Volte logo, estou sentindo sua falta!

Um beijo bem grande.

Socorro Melo disse...

Olá, todo mundo!

Porque existem momentos na vida, em que só almejamos ser nós mesmos, só por um instante... Senão, esquecemos de quem somos, e deixamos a vida escorrer por entre os dedos...
Antes de sermos qualquer um dos papéis que desempenhamos, temos que ter consciência da nossa individualidade, e identidade, para sermos felizes...

Obrigada por virem aqui, me visitar.

Grande abraço
Socorro Melo