Pegadas de Jesus

Pegadas de Jesus

terça-feira, 22 de maio de 2012

MENSAGEIRA




Imagem do Google

MENSAGEIRA

Sentada ficava a dócil menina, ao redor da mesa,
Nem mesmo falava, apenas sorria, com singeleza,
Com mão muito firme, olhar bem atento, as linhas traçava...
E em derredor, quieto e feliz, o senhor aguardava.

Às vezes, a menina parava a mãozinha pra questionar,
Que mais o senhor, naquela cartinha, queria informar...
Num belo sorriso, de dentes tão brancos, quanto a sua alma,
Tecia um rosário e se repetia, mas com muita calma.

A menina acenava e a tudo acolhia com atenção,
E traçava as letrinhas, apondo as notícias, com emoção...
Os casos contados, recados passados, e tantas lembranças...
As dores, promessas, saudades, problemas e... Esperanças!

Da gente querida, da casa singela, de telha de barro, e chaminé...
Ficaram as lembranças. E uma bem preciosa é a do aroma do puro café!

Por Socorro Melo


13 comentários:

Lúcia Bezerra de Paiva disse...

Ah!o aroma do café donzelo!

Hoje, cheguei cedo, para saborear este lindo poema, que sei bem onde brotou.
Imagem linda, Socorro, lembranças suaves, de uma infância bem vivida...

Um abraço,
da Lúcia

pensandoemfamilia disse...

Lembranças postadas das cores da vida transformadas em dores, promessas, ...., retomadas no envelo suave de um cheiro do afeto.bjs
Gosto deste seu estilo de escrita que caminha através do conto poético.

Élys disse...

Que poema mais lindo!... Adorei!
Um abraço.

Misturação - Ana Karla disse...

Lindo Socorro!
Lembranças de aroma de café...hummmmm delícia.
Xeros

✿ chica disse...

E como faz bem lembrar um cheirinho bom assim!! Que linda poesia,adorei!! beijos,chica

ELAINE disse...

Lindo Socorro! Recordar é viver! Bjãozão! Ótima quarta-feira!
Elaine Averbuch Neves
http://elaine-dedentroprafora.blogspot.com.br/

Luma Rosa disse...

Nessa manhã, ainda paira por aqui um cheirinho de café fresco e promessas de um bom dia...
Aos nossos mestres dedicamos lembranças carinhosas de um tempo em que a avidez do olhar queria enxergar apenas o futuro presente e agora esse mesmo olhar, nostalgicamente olha o que ficou no passado. Somos a soma de todo o nosso tempo e como escreveu o Árabe: "Não vos pertence o tempo. Como não pertence ao peixe o mar em que nada, nem à ave o céu onde voa. Como a lembrança não pertence à saudade, nem o beijo à boca onde nasceu".
Bom dia!! Beijus,

Claudia disse...

Minha querida! passar por aqui é ficar com o coração mais leve e a respiração mais tranquila...tudo de bom...beijos e até mais!

Toninhobira disse...

Linda lembrança com cheiro e sabor,que trouxe esta menina,que tudo ouvia e traçava suas proprias lembranças.Adorei a imagem.
Um bom fim de semana Socorro,com toda paz e alegria com a familia.
Carinhoso abraço.

Néia Lambert disse...

Momentos preciosos que ficam eternizados no coração!

Beijos

Orvalho do Céu disse...

Olá, querida
Cheguei de mais uns dias na roça e é assim que é...
Bjm de paz

Elisa T. Campos disse...

Socorro

Adorei
Que linda lembrança da gente querida vivida na casa de telha de barro com gosto de café.

Bjs.

C.L. disse...

Lindo e doce este poema!!
Um abraço Cynthia