Pegadas de Jesus

Pegadas de Jesus

quarta-feira, 2 de maio de 2012

GARÇAS


Imagem do Google

Queridos amigos e amigas,

Ausentei-me por um tempo, em virtude de alguns probleminhas de ordem pessoal, que ainda permanecem, mas, farei o possível para retomar meus contatos, minhas visitas, a cada um de vocês, na medida do possível. Agradeço pela gentileza de virem aqui, me visitar, o que me deixa imensamente feliz. Valeu, gente!

GARÇAS

Eu passei rapidamente por cima da ponte, para me livrar do cheiro fétido que exalava do canal (esgoto) abaixo. Com a palma da mão cobri o nariz, e os pensamentos pulularam ressaltando a indignação pelo desrespeito à natureza, ali, de forma tão explícita, naquela podridão a céu aberto.

Olhei de soslaio por sobre a ponte, e vi, em meio à imundície, algumas graciosas garças, que se moviam lentamente, parecendo flutuar, e dando certo encanto aquele lugar, enquanto bicavam a cata de alimentos.

Parei. Era inacreditável ver animais tão delicados, esguios, elegantes, e de uma brancura tão intensa, como as garças, num ambiente tão sujo e pútrido. Mas, elas estavam lá, em meio aos porcos, urubus, lixo e fumo.

Prossegui o meu caminho, porém bem devagar, e pensativa. Pensava na imagem bela das garças, destoando, naquele quadro triste de descaso com a natureza.

Sempre as via em lagos, barragens, açudes, enfim, em águas limpas, claras, e causou-me certa surpresa vê-las num esgoto tão imundo. Talvez a necessidade as obrigasse, mas, ainda assim, elas não perdiam o porte, a beleza, o referencial.

Um novo pensamento se fez em minha mente, bastante reflexivo, tendo em vista o exemplo das garças: quantas pessoas estariam sobrevivendo em ambientes inapropriados? Sem estrutura e desprovidas de todas as condições básicas?

E outras tantas, boas, honestas, bem intencionadas, por certo, convivendo lado a lado com o terror, com a violência, com o consumo exacerbado de drogas, de todos os tipos, com a prostituição, com o aliciamento de menores para o crime e o tráfico, sem perspectivas de mudanças, sem apoio, mas que por necessidade se submetem, e arregaçam as mangas, e lutam, de sol a sol, num processo doloroso e contínuo, tentando viver acima da tragédia humana, ajudando-se mutuamente, buscando incutir nos mais jovens e nas crianças, a esperança que eles mesmos, por vezes, já perderam, de uma vida igualitária, menos sofrida, onde os direitos constitucionais fossem respeitados, e fossem, de fato, adquiridos por eles, para que pudessem passar da condição de excluídos, para inseridos, na sociedade, deixando para traz as margens, com suas injustiças, revoltas e dores.

Vez por outra ouvimos depoimentos, e vemos histórias, ou episódios, da vida de pessoas que vivem à margem da sociedade, e que nos trazem exemplos belíssimos de superação, de fraternidade, de coragem, e de grandeza de espírito.

Essas pessoas são como as garças, que mesmo vivendo em lugares tão hostis, inóspitos até, amassando o pão que muitas vezes nem o diabo quer comer, não perdem o seu porte, ou seja, a sua autenticidade, pois têm dentro de si um valioso tesouro: a fé inabalável em Deus, e na vida.

E essa fé é que as move, e ajuda-as a remover montanhas, obstáculos à primeira vista intransponíveis, tornando-as diferentes, guerreiras fortes e corajosas, que mesmo convivendo com a degradação humana, se sobressaem, e brilham, e destoam do ambiente, porque o ambiente não é digno delas, todavia, acreditam que estão ali para transformar, com as suas virtudes, especialmente a humildade e a caridade, pois, sobreviver no submundo, e na pobreza extrema, e manter-se íntegro, requer, acima de tudo, grandeza de espírito.

E chego à conclusão, que essa sabedoria é a marca de Deus, e que elas, as pessoas, a exemplo das garças, são escolhidas por Ele, para dar sinal de sua presença, e do equilíbrio da vida, mostrando que é possível encontrá-lo, até mesmo no caos.

Por Socorro Melo

11 comentários:

pensandoemfamilia disse...

Bom dia querida
Espero que resolva a contento suas questões.
Muito própria a sua metáfora das Garças e das pessoas que se mostram decididas a vencer a podridão e mostram a beleza do ser humano feito a imagem de Deus.

Lúcia Bezerra de Paiva disse...

Lendo no início do texto, do lugar inóspito para abrigar uma elegante garça, visualizei uma lagoa, onde sempre passo e onde tenho uma bela visão, de garças a voar ou pousadas na beira. Mas já reparei que, de vez em quando, as garças somem...sempre atribuí o sumiço à poluição da lagoa, que às vezes está muito suja.

Sua crônica é de grande teor reflexivo, Socorro. Nas pequenas observações do cotidiano,nas pessoas,nas atitudes, se percebe a presença do Criador. Adorei!

Um abraço,
da Lúcia

Evanir disse...

A amizade, nasce e cresce como flor,
mas para ela viver,devemos cultivar com amor.
Rega-la a cada amanhecer.
Manter a sinceridade sempre.
Não quero sua amizade por um unico Dia.
E sim para toda vida. Depois da flor vem a semente.
Vamos planta-la. Nossa amizade enraizada.
Até o fim da nossa jornada. beijos meus,
Evanir. 14 de junho de 2011 08:30
Mensagem que levei a minhaslindas amizades
a quase um ano.
Eternizada no blog da amiga(Simone Martins)
Eu continuo pensado da mesma forma por isso
estou aqui hoje.
Ertenizando nossa amizade.
Um ,Dia abençoado .
Paz e luz no seu viver.
Beijos,Evanir.

Que Deus esteja abençoando sua vida minha amiga querida,

Beth/Lilás disse...

Que bom vê-la de volta e espero que tudo se resolva da melhor forma possível para você!
O paralelo que fizestes com as garças e as pessoas ficou perfeito, pois é assim mesmo que está acontecendo hoje em dia nos meios urbanos em que vivemos. Infelizmente, o país cresce economicamente, mas continua na pobreza e no terceiro mundo como sempre. Minha passadeira sofre deste mesmo problema, pois embora seja uma pessoa de ótimo índole, trabalhadeira e com filhos bons, precisa morar em uma favela que nem água encanada tem em sua casa. E ela sempre está com boa aparência, além de ser uma pessoa altamente honesta.
Amei o seu texto! Não suma por favor!
beijos grandes, cariocas

✿ chica disse...

Que lindo texto e reflexões fizeste ,Socorro! Que tudo fique bem contigo ,beijos,chica

Élys disse...

Um texto muito bom para se refletir, para se pensar em Deus. As garças imitam as flores de Lotus que nascem no meio do mangue, mas mantem a sua beleza.
Um abraço.

Imac by Artes disse...

Amei sua postagem!
Analogia perfeita entre a garça e as pessoas... E um linda conclusão:
Somos escolhidos para dar sinal da presença de Deus e do equilíbrio da vida(e que podemos ser felizes em qualquer lugar)
Abraços amiga! Tudo de bom pra ti.

claudete disse...

Quanta generosidade e como você consegue entender o que vê e transmitir pra nós a impressão causada. Pessoas como você e tantas que conhecemos, também são garças que independente do seu porte e classe social deixam-se levar pelo amor ao próximo e realizam trabalhos solidários fantásticos. Bela postagem Socorro. Abraços.

xunandinha disse...

Minha amiga, não vejo o porquê de não conseguir ver e ouvir o video ,mas tente em vez de carregar no botão clique a meio, se não conseguir poderá ver no facebook, em Maria Fernanda Fernandes. quanto ao texto que escreve, amiga é o que me faz pensar e por vezes sentir um tamanho nó na garganta que por vezes vira depressão, eu já vivi com muito pouco,já vivi remediada e agora estou com o coração nas mãos e começo a amealhar pois como sabes vivemos uma grande crise em Portugal, as crianças são a minha preocupação, pois eu consigo voltar atrás eles nunca viveram esta nova realidade,enfim estou nas mãos de Deus e da Virgem Maria,beijocas para ti

Socorro Melo disse...

Olá, gente!

É lamentável, mas, é verdade, como existem pessoas boas sobrevivendo em lugares tão carentes. É um problema social discutidíssimo, mas, que infelizmente, não sai do papel...

Xunandinha, você põe sua esperança em mãos dignas e confiáveis, portanto, não se aflinja, tudo vai terminar bem.

Abraços fraternos
Paz e Bem!
Socorro Melo

Elisa T. Campos disse...

Socorro

Adoro os seus textos
Escreves com muita propriedade.
Convida-me a voltar.

Um grande abraço.