Pegadas de Jesus

Pegadas de Jesus

quinta-feira, 30 de setembro de 2010

VIVER OU JUNTAR DINHEIRO


Imagem da Net (Google)



Há determinadas mensagens que, de tão interessante, não precisam nem sequer de comentários. Como esta que recebi recentemente.
Li em uma revista um artigo no qual jovens executivos davam receitas simples e práticas para qualquer um ficar rico. Aprendi, por exemplo, que se tivesse simplesmente deixado de tomar um cafezinho por dia, nos últimos quarenta anos, teria economizado 30mil reais. Se tivesse deixado de comer uma pizza por mês, 12 mil reais.
E assim por diante.
Impressionado, peguei um papel e comecei a fazer contas. Para minha surpresa, descobri que hoje poderia estar milionário. Bastaria não ter tomado as caipirinhas que tomei, não ter feito muitas viagens que fiz, não ter comprado algumas das roupas caras que comprei.
Principalmente, não ter desperdiçado meu dinheiro em ítens supérfulos e descartáveis.
Ao concluir os cálculos, percebi que hoje poderia ter quase 500 mil reais na minha conta bancária. É claro que não tenho este dinheiro.
Mas, se tivesse, sabe o que este dinheiro me permitiria fazer?
Viajar, comprar roupas caras, me esbaldar em ítens supérfulos e descartáveis, comer todas as pizzas que quisesse e tomar cafezinhos à vontade. Por isso, me sinto muito feliz em ser pobre. Gastei meu dinheiro por prazer e com prazer. E recomendo aos jovens e brilhantes executivos que façam a mesma coisa que fiz. Caso contrário, chegarão aos 61 anos com uma montanha de dinheiro, mas sem ter vivido a vida.

"Não eduque seu filho para ser rico, eduque-o para ser feliz. Assim ele saberá o VALOR das coisas e não o seu PREÇO"

Que tal um cafezinho?



Texto de Max Gehringer

7 comentários:

Chica disse...

Linda mensagem e verdadeira.Pra pensar!!!beijos,chica,tudo de bom!

Misturação - Ana Karla disse...

É isso mesmo Socorro, o importante mesmo é "ser" e não "ter".
Junta-se tanto e em algumas vezes nem dá tempo de usufruir.

Maravilhoso.

Bom dia.

Xeros

Marliborges disse...

Obrigada, Socorro.
Aceito o cafezinho.
Esse texto que vc postou é sincero e honesto. É bem assim, quem não nasceu em berço de ouro tem que fazer muito mais opções na vida do que os outros que mais facilmente podem ter o melhor dos dois mundos. É preferível então optar pela alegria, que nos traz momentos de felicidade. Afinal, o que é a vida? Eu também fiz minhas opções e não me arrependo. Bjssssssss

Isadora disse...

Excelente texto. De que adianta guardar tanto R$ e não viver. Nào aproveitar aquela passagem mais barata, aquele vestido em liquidação, aquele chopp com amigas queridas...
Prefiro viver e ser pobrinha!
Um beijinho

manuel marques disse...

Quem não é capaz de ser pobre, não é capaz de ser livre ...

Beijinho.

Tati Pastorello disse...

Que texto ótimo! Às vezes me pego nestas mesmas questões, mas se olharmos para o passado é muitas vezes em coisas tão pequenas que reside a felicidade... Eu aceito o cafezinho sim! Sempre!
Beijos.

Leci Irene disse...

Menina,quero um cafezinho e.... um docinho! hehe - se eu ecomizasse os cafés e docnhos, ao me aposentar seria rica... Mas, será que terei tempo mais tarde, ou seráque terei com quem dividir o docinho e o cafezinho???? melhor é tomar agora!