Pegadas de Jesus

Pegadas de Jesus

sexta-feira, 30 de abril de 2010

SEPARAÇÃO


Imagem da Net


A separação é sempre dolorosa e conflitante. Vivi a angústia desse momento. Senti meus sonhos destroçados, pisoteados, jogados no lixo. Todas as palavras de amor, ditas, passaram a não significar mais nada. A sensação de perda, de rejeição, de abandono, foi terrível. Era uma dor que não dava trégua ... dormia e acordava com ela. Culpava-me pelo que acontecera, achando que poderia ter sido melhor, e ao mesmo tempo, era acometida de uma raiva intensa, e culpava o outro de ter sido responsável por tudo, de não ter valorizado o nosso amor. O processo de recuperação é lento, leva-se um tempo. É preciso despejar essa dor, confiar em Deus, compartilhar com alguém, aceitar os fatos, tocar a vida pra frente... O tempo cura tudo, e um belo dia, me descobri livre daquela dor, não doía mais, não incomodava mais, e ri de tudo que passou, e me senti leve e solta, feliz pela superação, por mais uma batalha vencida, e pela certeza de que o passado ficara no passado. Aprendi muitas lições com este momento: a de me dar o devido valor e de valorizar o outro, a de não subestimar, e acima de tudo perdoar . E com o tempo, uma nova lição, a abertura para um recomeço, uma reconciliação.


Soneto de Separação
De repente do riso fêz-se o pranto
silencioso e branco como a bruma
E das bocas unidas fêz-se espuma
E das mãos espalmadas fêz-se o espanto.

De repente da calma fêz-se o vento
Que dos olhos desfez a última chama
E da paixão fêz-se o pressentimento
E do momento imóvel fêz-se o drama.

De repente, não mais que de repente
Fêz-se de triste o que se fêz amante
E de sozinho o que se fêz contente.

Fêz-se do amigo próximo o distante
Fêz-se da vida uma aventura errante
De repente, não mais que de repente.

Vinicius de Moraes, in 'O Operário em Construção'

3 comentários:

Barbie Girl disse...

É verdade!
Mesmo quando não se existe "amor", a separação é dolorosa.=)
Por isso devemos confiar em Deus e sabendo que o melhor estar por vir!

beijos e bom fim de semana!

Luciana P. disse...

Muito legal o seu post, a separação deve ser terrível, especialmente quando não somos nós os causadpres dela. Ms, como você mesma disse, o tempo cura tudo... Ainda bem!
Adorei a sua história, é a realidade de muita gente...

Beijos

Pati Araújo disse...

Oi Socorro,

Separação é sempre difícil, qualquer que seja ela.
Mas a de um casal é pior, principalmente quando se tem filhos...
Separei-me faz dez anos, graças à Deus a sensação é de que aquele tempo são águas passadas.
Superação é o caminho :)
E viva nós, mulheres "retadas"!!

Beijos!