Pegadas de Jesus

Pegadas de Jesus

segunda-feira, 11 de outubro de 2010

FELIZ(?) DIA DA CRIANÇA!!!


Quanto tempo
Um homem deve virar a cabeça
Fingindo não ver o que está vendo



Neste momento eu estou chorando, quase sufocando com minhas próprias lágrimas, diante dessas imagens tão dolorosas, e de outras que não tive coragem de postar. São chocantes.
Em minha mente, a pergunta se repete incessantemente: Por que, meu Deus? Por que?
Minha maior angústia é saber que essas imagens retratam crianças verdadeiras, que sobrevivem aos mais terríveis sofrimentos.
Espalhadas pelo mundo inteiro, estão elas, sedentas, famintas, flageladas, maltrapilhas, viciadas, abandonadas, abusadas, violentadas, amputadas... Por que? Ninguém merece isso, muito menos, crianças inocentes.
É terrível, vergonhoso, e até nos mete medo, saber que as crianças estão sendo tratadas assim, com tanta monstruosidade. Isso nos revela o lado negro do ser humano.
Pensei em homenagear as crianças, nesse dia, e é isto que estou fazendo, porém, a princípio, imaginei falar de coisas alegres, de cores, de festas, de sabores... e com certeza iria postar imagens dos meus sobrinhos, sobrinhas, filhos e filhas dos meus amigos, todos crianças lindas, saudáveis, amadas, protegidas, alimentadas, que brincam, estudam, se divertem, se vestem bem, e ganham presentes, no entanto, comecei pensar nas outras crianças, àquelas que não têm teto, nem comida, nem água, nem brinquedos, nem escola, nem roupas, nem nada... Bateu-me uma tristeza tão grande, mas, tão grande, que fiquei angustiada. Não suporto ver, ou sequer imaginar, sofrimento de crianças.
Por que, meu Deus? Por que todas não têm os mesmos direitos? de brincar, de ser feliz. E neste dia, correr pelos parques de diversões, brincar nas praias, descer nos tobogãs, nas montanhas russas, dar cambalhotas, comer batatas-fritas, tomar sorvetes, e ganhar presentes? O que é que as outras têm, que elas não têm? O que fizeram? E se não fizeram? Por que?
Elas estão pagando um preço muito alto, e parece que ninguém as enxerga.
Esta minha homenagem, é para elas, as crianças excluídas, vítimas da guerra, do terrorismo, da miséria, da violência, da maldade humana. Sei que isto não vai mudar nada na vida delas, mas, muda na minha, pelo menos, pois, o sofrimento delas me torna mais humana, e com certeza vou procurar fazer o que me for possível, para amenizar o sofrimento daquelas que cruzarem o meu caminho. Todas elas, vão estar nas minhas orações de hoje, e de sempre, pois, pelo menos isso, eu posso fazer. E que Deus abençoe e proteja as crianças
desse mundo, tão perverso.


Quantos anos
Pode um povo viver
Sem conhecer a liberdade


Quanto tempo
Um homem deve virar a cabeça
Fingindo não ver o que está vendo


Quantos ouvidos
Um homem deve ter
Para ouvir os lamentos do povo



Quantas mortes
Ainda serão necessárias
Para que se saiba que já se matou demais


Quanto tempo
Um homem deve virar a cabeça
Fingindo não ver o que está vendo



Quanto tempo
As balas de canhões explodirão
Antes de serem proibidas


Dedico este post a todas as crianças, especialmente as que sofrem, seja no Brasil, na África(Etiópia), Afeganistão, na Guiné-Bissau, na América Latina, no mundo...

Trechos da música de Diana Pequeno, versão de Blowin in the wind - Bob Dylan.

9 comentários:

Lene disse...

São imagens muito fortes, mais não adianta olhar para o lado, fingir não vê.


Bjs querida
Obrigado pelo carinho.

Abs
Lene

manuel marques disse...

A palavra ''progresso'' não terá qualquer sentido enquanto houver crianças infelizes .

Beijo.

Nilce disse...

Muito triste Socorro que tenhamos ainda que ver cenas como estas.
Que cada um de nós seja capaz de pelo menos fazer a sua parte.

Bjs no coração!

Nilce

Jorge disse...

Um homem de barriga cheia dificilmente vê que o outro possa estar com fome. Assim é o homem, no seu egoismo, que esquece que o mundo só vai realmente crescer quando se extinguir a miséria. Nesta fotos tão trágicas quanto revoltante, nos faz refletir que fazendo parte desta sociedade, o que estamos fazendo, por nossa vez. Existem grandes almas que oram, que fazem o bem, mas ainda o egoismo domina a maior parte dos corações. E parece que para tal mudança de atitude, para a humildade, apenas a dor vai clamar por justiça. Será isso mesmo?

Minha amiga, deixo um doce beijo em teu belo coração que sofre, como todos nós, a indiferença pelas crianças, em especial, as abandonadas e esquecidas.

diariodumapsi disse...

Ei Socorro,
Também fico muito triste com o sofrimento dessas crianças, pois a futuro da humanidade será feito por essas crianças.
Peço a Deus que as abençoe!
Gd beijo

welze disse...

sem palavras

Leci Irene disse...

Menina, eu terminei a minha semana da cãotabilidade.. e só agora pude postar aquele selinho... descupas pelo atraso.
Realmente, este teu post não dói e sim, mata!
Por isso que João e eu resolvemos "adotar" a criançada de uma familia aqui perto. Não posso salvar todas, mas pelo menos cinco terão os mesmos direitos que minha filhota teve...

Misturação - Ana Karla disse...

Que Deus seja por todas essas crianças.
Parabéns Socorro, por mostrar a realidade num dia assim.
Xeros

orvalho do ceu disse...

Oi, querida Socorro
Com muita saudade, há 15 dias fora, viajando pra cá e pra lá, chego cheia de saudade dos amigos... Como está vc, amiga? Tomara que muito bem!
Só vendo pra crer e mutos de nós ousamos ficar como cegos... fica mais fácil... Que bom que vc mostroua realidade mundial da criança...
Abraços fraternais com meu carinho.